Alexya Salvador: De mãe para filha

“Hoje, eu sei que a minha filha vai poder fazer o que eu não pude quando era uma criança na década de 80. Ela vai crescer sendo ela mesma sem ter que se esconder”, explicou a pastora e professora de 36 anos, Alexya Salvador, sobre sua filha Ana Maria Salvador, uma garota transgênero de apenas 10 anos, que hoje vive no município de Mairiporã, região metropolitana de São Paulo.

Criada por uma família muito amorosa e unida, Alexya sempre sonhou ter uma casa cheia de filhos. Apesar de acreditar que nunca alcançaria seu desejo de ser mãe um dia, ela e o marido, o servidor público Roberto Salvador, conversaram e decidiram tentar. Foi então que há dois anos, encontraram o seu primeiro filho, Gabriel, um garoto com necessidades especiais e totalmente fora dos padrões de adoção. “Quando chegamos, trouxeram os menininhos branquinhos, de olhos verdes para vermos. Mas então vimos o Gabriel no cantinho separado. Eu e o Roberto nos olhamos e sentimos na mesma hora: aquele é o nosso filho”, lembra a mãe emocionada.

leia mais…