Conheça Alexya Salvador, mulher trans de 36 anos e pastora da Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM)

Uma  pastora Alexya Salvador, 36 anos, tem chamado a atenção,  ela está levando a igreja evangélica minas, manos e monas, e provou isso na concentrados realizada em São Paulo,  todos estavam envolvidos com as causas LGBT numa feira que aconteceu antes da  Parada Gay deste ano.  Tudo para ver e ouvir as palavras de uma pastora e mulher trans de e pastora da Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM).

Além de pastora, ela tomou mais uma atitude bonita e audaciosa, pois adotou uma menina também transgênera de 10 anos, chamada Ana Maria. A igreja que pertence é a  ICM, também conhecida com a igreja dos direitos humanos,   foi criada em 1968 no Rio de Janeiro, hoje tem uma sede em São Paulo,  no bairro Santa Cecília. Essa igreja conquistou o público LGBTQ, e se destaca por fazer casamentos homoafetivos, pois não tinham nenhum apoio de outras igrejas cristãs.Alexya , hoje tem dois filhos Gabriel e Ana Maria.  E sua rotina diária vai  de  dar aulas de português e inglês em duas escolas,  faz trabalhos de costura, cuida dos filhos,  da casa e do marido Roberto Salvador,   e ainda cuida dos afazeres da igreja.

Foi criada em Mairiporã, São Paulo, sua família era  unida, conservadora e católica.  Alexya desde a infância se sentia diferente, mas segui no gênero masculino por  metade de sua vida, quando se formou no colegial, resolveu fazer o seminário, por 4 anos, pois desejava ser padre. Também estudou Filosofia na PUC-Campinas. Ela disse, “Quando terminei o curso de Filosofia saí do seminário, entendi lá não era o lugar para mim. Eu tinha dentro de mim esse peso de Deus me condenar. Não queria ser um padre e causar mais um escândalo para a igreja”.

leia mais…