Mulheres trans e travesti que pleiteiam cargos de deputada estadual, federal e senadora nas eleições de 2018.

O país que já elegeu uma mulher como presidente atualmente conta com 54 mulheres como deputadas federais e 12 senadoras no Congresso Nacional. Já os parlamentares homens são 459 deputados e 69 senadores presentes.

Por conta dessa brusca diferença, o poder Legislativo e Tribunal Superior Eleitoral (TSE) promovem ações para aumentar a presença da mulher na política, que representa 52% do eleitorado nacional. A assim chamada cota de gênero obriga os partidos e coligações a terem no mínimo 30% e o máximo de 70% de candidaturas de cada sexo. Também são regras do TSE a distribuição de 30% da grana dos partidos às campanhas das candidatas e mais tempo delas na propaganda eleitoral na TV e no rádio.

Entre elas, estão as mulheres trans e travesti, que também buscam por mais representatividade na política. Falamos com cinco candidatas que concorrem aos cargos de deputada estadual, federal e senadora, que contam um pouco de suas histórias, propostas e quem irão representar na Assembleia Legislativa ou no Senado, caso eleitas.

leia mais…